Febre, genética e tumor no cérebro podem provocar epilepsia - Núcleo de Neurologia da Bahia

Fique por Dentro!

Febre, genética e tumor no cérebro podem provocar epilepsia

Febre, genética e tumor no cérebro podem provocar epilepsia

Epilepsia é uma doença que provoca muito preconceito. As crises epiléticas são sinais e sintomas que ocorrem devido a uma descarga excessiva e anormal do cérebro. A convulsão é um tipo de crise. E o que causa essa crise?

O Bem Estar desta quinta-feira (22) mostrou que metade das pessoas com tumor no cérebro tem epilepsia. Convidamos o neurologista Luis Otávio Caboclo e a geneticista Iscia Lopes Cendes para falar sobre o assunto.

Os tumores malignos geralmente aparecem em quem tem mais de 50 anos e as crises epiléticas são menos frequentes. Já os benignos costumam aparecer em crianças e adultos jovens e as crises são as únicas manifestações.

Existem também outras causas para a epilepsia: genética, AVC, infecções, lesões no cérebro, febre e sem causa definida. A crise pode se espalhar e se tornar generalizada, levando à perda da consciência e convulsão.

O que fazer nessas horas? Os especialistas alertam que é importante esperar a crise passar, afastar objetos que possam machucar e deixar a cabeça de lado. Se ela não passar em cinco minutos, deve-se levar a pessoa ao hospital.

Febre, genética e tumor no cérebro podem provocar epilepsia

Febre, genética e tumor no cérebro podem provocar epilepsia

Febre, genética e tumor no cérebro podem provocar epilepsia Epilepsia é uma doença que provoca muito preconceito. As crises epiléticas são sinais e sintomas que ocorrem devido a uma descarga

22/03
Cardiopatia e anemia falciforme podem causar o AVC infantil

Cardiopatia e anemia falciforme podem causar o AVC infantil

A prevalência é de dois a oito casos para cada 100.000 crianças até 17 anos por ano, mas quando acontece costuma ser grave e deixar sequelas. AVC não é só

22/03